ESTADO DE SANTA CATARINA

Urupema | Santa Catarina - A cidade mais fria do Brasil tem espetáculos naturais que encanta a todos (5.409 / 5.570)





O município é um dos mais frios do Brasil, com ocorrência de geadas e neve durante o inverno. 

A economia do município advém da atividade agropecuária, com grande produção de maça, batata semente e morangos. Destaca-se também a produção de flores e piscicultura (trutas). 
Eventos: Festa da Truta e Festa da Padroeira (Santa Ana). 
Na Rota das Cachoeiras, a Cascata que Congela, abaixo do Morro das Torres, nos dias mais frios do inverno, proporcionando espetáculo que encanta a todos que tem a oportunidade de visitar o local. Proporciona belas imagens de onde se pode visualizar boa parte das cidades serranas. É um dos pontos turísticos mais visitados por conta do frio, pois a sensação térmica já chegou a -30°C no pico do morro. 

Neste local acontecem todos os anos um fenômeno meteorológico raro no Brasil, o sincelo, que transforma a paisagem em um visual espetacular. No caminho para o Morro, nos dias mais frios do inverno, as águas que escorrem dos barrancos chegam a congelar formando estalactites que parecem pingentes de cristal. 



Igreja Matriz de Santana 
Dedicada à padroeira da cidade - santa de devoção do fundador, Manoel Pereira de Medeiros. Urupema se chamava Santana até 1943. 
A igreja foi construída em pedra basalto com a cobertura metálico em ponto privilegiado da cidade 






Praça Central Manoel Pinto de Arruda 
Local para se resgatar o romantismo. Em sua estrutura possui quadra de vôlei de areia, portais estilizados com metal e pedra basalto, o belíssimo Lago, bancos, arborização, passeio público e parque infantil. 






Salão de Festas da Capela Santa'Ana 
Local para realização de festas, casamentos, exposições, reuniões e outros. 




Casa de Campo Adventista Passo do Tatu 






Casa de Campo Três Pinheiros 
Pensando em descansar passar fim de semana agradável com belas paisagens ,respirar ar puro tomar aquele café da manhã com tudo caseiro vem pra casa de campo Três Pinheiros em Urupema. 








Morro das Torres 
Ponto mais alto da cidade e um dos mais altos do Estado, com 1.750 metros, proporciona bela paisagem da região, a perder de vista, para todos os lados. O nome do morro se deve à existência de antenas de telefonia e de televisão. Com tempo bom, o acesso de carro é fácil. O morro fica a apenas 7 km do centro de Urupema. 





Vinícola Urupema 
A vinícola une pesquisa, tecnologia, profunda dedicação ao vinhedo e, sobretudo respeito ao meio ambiente e a comunidade. 





Taipas 
Os muros feitos com pedras basalto, cuidadosamente encaixadas umas às outras para resistir ao tempo, são encontrados por toda a Serra catarinense, mas na região de Urupema a concentração é maior, especialmente no caminho de chegada à cidade. É uma tradição centenária que revela a engenhosidade do serrano: trata-se de aproveitar material encontrado fartamente na região. 
As taipas, que não ultrapassam um metro de altura, podem ter várias utilidades: dividir propriedades, limitar a área do gado ou simplesmente indicar o caminho. Ao visitar a Serra, não esqueça de tirar uma foto ao lado de uma taipa como recordação. 



Hotel Alternativa 
Localizado na Avenida Central da cidade mais fria do Brasil, possui fácil acesso, facilitando também ao turista acesso á praça central, perto de padaria farmácias, e mercados. Possui 13 Suites, conseguindo acomodar 30 pessoas, oferece o serviço de café da manhã. 



Fazenda Barreiro 
Fundada em 1782 pelo português José Joaquim Pereira, é administrada pela oitava geração da mesma família. Toda essa história está contada no museu, com vários objetos que reconstroem os mais de 200 anos da fazenda. As atividades de hospedagem foram iniciadas em 1986, o que faz da Fazenda do Barreiro uma das pioneiras do turismo rural no Brasil. São 23 apartamentos com TV, aquecimento e abastecimento de água mineral de fonte própria (que por ser bicarbonatada é indicada para doenças como gastrite e úlcera do estômago e em função da presença de lítio contribui para manter o equilíbrio do humor). 
No bar, música ao vivo e apresentações folclóricas. O cardápio de gastronomia típica inclui o tradicional carreteiro e o feijão tropeiro, devidamente preparados no fogão à lenha. Fazer cavalgadas e caminhadas, pescar em açudes, descer o rio Divisa em botes e acompanhar a vida cotidiana com o gado são outros programas imperdíveis. 



Cavalgada Rota de Santana 
A Cavalgada Rota Santana iniciou suas atividades em novembro de 2005, numa parceria entre a Secretaria de Turismo e a Fazenda do Barreiro. Essa é uma opção para quem gosta de aventura e natureza vistas sobre o lombo de um cavalo. O trajeto é feito em dois dias, saindo da Fazenda do Barreiro passando pela Fazenda da Divisa, Sítio Senadinho, Fazenda Morro Agudo e Fazenda Santo Antonio, todas em localidades diferentes. 
A rota está atraindo também turistas vindos de longe, como exemplo os grupos de alemães que por dois dias trocam o chopp pelo delicioso café serrano e o chimarrão. Os contatos podem ser feitos pelo telefone com Adriana ou na Secretaria de Turismo. 



Casa de Campo Rota das Cachoeiras 
Local aconchegante em meio a natureza preservada, um convite para você e sua família e amigos desfrutar da paz e tranquilidade que o campo oferece. Com quinze minutos de caminhada três lindas Cachoeiras e ainda próxima dos principais rios da cidade: Rio Lavatudo, Rio Rincão e Rio Caixão. Estamos esperando por você!! Infraestrutura: Possui uma casa com toda a estrutura montada para atender o visitante, com cozinha, sala, três quartos de casal e calefação, possui espaço para 10 pessoas. 





Gruta de Nossa senhora de Lourdes 
A Gruta Nossa Senhora de Lourdes está localizada em frente à Igreja Matriz. Num projeto arquitetônico harmonizado ao da Praça Municipal e dentre os atrativos da gruta encontra-se a cachoeira de pedras por onde desce a água que alimenta o Lago da Praça Central. 
Vista parcial
Vista parcial
Praça da Matriz
Passeio na Praça da Matriz
Pórtico de chegada


Vista parcial
Praça central
Praça Matriz
Neve na estrada
Praça Matriz

Cachoeira congelada
A geada e as nevascas, que costumam ocorrer entre junho e julho, são atrativas para os turistas, mas danificam as lavouras da região (Marília Oliveira  / Prefeitura de Urupema / Fotos Públicas)
A pequena cidade de Urupema fica encrustrada na Serra Catarinense e, por isso, é uma das mais frias do Brasil   (Marília Oliveira  / Prefeitura de Urupema  / Fotos Públicas)
A pequena cidade de Urupema fica encrustrada na Serra Catarinense e, por isso, é uma das mais frias do Brasil (Marília Oliveira / Prefeitura de Urupema / Fotos Públicas)
Em épocas de frente fria, a cidade de Urupema (SC) ganha os holofotes do Brasil por causa das chances de nevasca (Marília Oliveira / Prefeitura de Urupema / Fotos Públicas)
Geada em Urupema, na Serra de Santa Catarina (Marilia Sutil / divulgação Governo de Santa Catarina / Ascom)

Turistas retiram bloco de gelo do chão das ruas de Urupema (SC) (Marília Oliveira / Prefeitura de Urupema / Fotos Públicas)
Urupema (SC) é uma das cidades mais frias do Brasil; na foto, a temperatura registrada no início de junho de 2016 (Marília Oliveira / Prefeitura de Urupema / Fotos Públicas)
Dados gerais da cidade de Urupema, Santa Catarina
Código do Município - 4218954 
Gentílico - urupemense 
Prefeito (2017) EVANDRO FRIGO PEREIRA 
População estimada [2018] 2.472 pessoas 
População no último censo [2010] 2.482 pessoas 


Densidade demográfica [2010] 7,09 hab/km² 
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2017] 2,0 salários mínimos 
Pessoal ocupado [2017] 547 pessoas 
População ocupada [2017] 22,0 % 
Posição geográfica da cidade de Urupema no estado de Santa Catarina
História da cidade de Urupema, Santa Catarina
Urupema 
Santa Catarina – SC 
História 
Com a denominação de Santana, Urupema foi fundada por Manoel Pereira de Medeiros. Sua data de fundação é 25 de março de 1918. A escolha do nome foi em homenagem a Santa Ana, a qual o fundador era devoto. 
Pela Lei 170 de 27 de outubro de 1923 foi criado o distrito de Santa Ana, cuja instalação ocorreu em 14 de julho do ano seguinte, subordinado ao município de São Joaquim. 



A mudança do nome de Santana para Urupema, deve ter ocorrido em fins de 1943, através de um decreto do Ministro dos Transportes, à época, responsável pelos Correios e Telégrafos, pois já havia outra localidade, mais antiga, com a mesma denominação. 
A emancipação política e administrativa ocorreu em janeiro de 1988, constituindo-se do distrito sede. 
Esta eh a abandeira da cidade de urupema, Santa Catarina
Este eh o brasão da cidade de Urupema, Santa Catarina

Fonte dos textos e fotos: IBGE / Prefeitura Municipal de Urupema, SC / Wikipédia / Charlie Styforlamber / guiadoturismobrasil.com / viagemeturismo.abril.com.br







Conheça o estado do Espírito Santo


VALEU POR VIAJAR COM A GENTE - SEMPRE VOLTE